Dia do professor será comemorado com samba pela Aspuv

A Seção Sindical dos Docentes da UFV (Aspuv) celebrará o Dia do Professor, comemorado no próximo sábado dia 15, com o espetáculo Desde que o Samba era Semba, que reconta os cem anos do gênero musical. O show, com o roteiro assinado pelo historiador, jornalista, ator e produtor Haroldo Costa, acontecerá às 20h30, no Espaço Acadêmico-cultural Fernando Sabino, e contará com uma roda de samba.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs professores sindicalizados devem retirar os convites até esta sexta-feira 7, na sede da Aspuv, das 8h às 12h e das 14h às 18h. Cada sindicalizado tem direito a um acompanhante, que deve ser maior de 18 anos. Na entrada do show, o professor precisará apresentar um documento de identificação com foto.

O espetáculo
Desde que o Samba era Semba é dividido em três fases. A primeira conta a origem do ritmo em Angola, onde nasceu como “semba”, até 1916, quando foi registrada a primeira gravação do gênero no Brasil. Em seguida, é reconstituída a fase de ouro da música no país, que durou até 1960.

A terceira parte se estende do período da Bossa Nova até a atualidade, representada pelos enredos das escolas de samba. O repertório conta com músicas de grandes compositores brasileiros, dentre eles Pixinguinha, Dorival Caymmi, Paulinho da Viola, Nelson Cavaquinho e Chico Buarque.

O espetáculo foi criado em Belo Horizonte, em 2012, e já foi apresentado em várias cidades mineiras e no Rio de Janeiro. Seu roteirista, Haroldo Costa é uma das personalidades mais conhecidas e de maior prestígio no samba.

Foi o primeiro ator a interpretar o clássico personagem Orfeu da Conceição na peça homônima de Vinícius de Morais. Também é autor de livros sobre o samba e o carnaval. Foi ainda produtor e diretor de diversos shows de artistas como Grande Otelo, Martinho da Vila, Dona Ivone Lara e Maria Bethânia. Aos 86 anos, permanece em atividade divulgando e promovendo o samba no Brasil e no exterior.